Serviço Interdisciplinar de Neuromodulação – SIN / Estimulação Magnética Transcraniana – EMT

O Serviço Interdisciplinar de Neuromodulação – SIN / Estimulação Magnética Transcraniana no Instituto de Psiquiatria do HCFMUSP realiza pesquisas em neuromodulação desde 1999, investigando e utilizando esta forma de tratamento para os principais transtornos mentais, como a depressão, o transtorno afetivo bipolar, a esquizofrenia, o transtorno obsessivo-compulsivo, entre outros. De acordo com a missão do Instituto de Psiquiatria, nosso objetivo é desenvolver, pesquisar e consolidar diferentes formas de tratamento com a neuromodulação não invasiva, com a visão de tornarmo-nos um centro nacional e internacional de referência em assistência, ensino e pesquisa nesta área.

A equipe conta com médicos psiquiatras, psicólogos, bióloga e enfermeira. Muitos de nossos profissionais possuem mestrado ou doutorado na área de neuromodulação e realizaram parte de seu treinamento e pesquisa em centros internacionais de renome.

Desde agosto de 2013 o serviço é coordenado pelo psiquiatra André Russowsky Brunoni, Doutor em Neurociências e Comportamento pela Universidade de São Paulo, e Livre Docente pela Universidade de São Paulo. Possui publicações científicas de destaque internacional na área, além de experiência no uso de diferentes formas de neuromodulação.

Você pode entrar em contato conosco através de nossa coordenadora administrativa, Sandra Falcon, pelo telefone (11) 2661-8159, e-mail: [email protected], ou ainda, pelo nosso site: www.sin.org.br.

Ficamos localizados no 2º andar do Instituto de Psiquiatria do HC-FMUSP.

Pesquisa

Nosso grupo realiza importantes projetos de pesquisa. No momento, os projetos em andamento são:


Neuropsicologia

Contamos com uma Equipe de Neuropsicologia treinada para pesquisa que executa avaliações neuropsicológicas e de mensuração sintomatológica clínica prospectiva, acompanhando a evolução clínico-cognitiva em todos os protocolos de pesquisa em execução e na avaliação de pacientes particulares.

Ensino

Uma de nossas prioridades é receber alunos de graduação e pós-graduação com interesse acadêmico na forma de Iniciação Científica, Mestrado e Doutorado ou estágios de longa duração (6 a 12 meses). Os alunos são inicialmente avaliados pelo CV-lattes e entrevista para depois serem designados a linhas e projetos de pesquisa em andamento, com enfoque na neuromodulação não invasiva nos distúrbios psiquiátricos, neurológicos e avaliação neuropsicológica. Caso você tenha interesse em desenvolver pesquisas conosco, entre em contato com o coordenador do grupo através do e-mail: [email protected]

Além disso, nosso grupo realiza com frequência cursos práticos e teóricos em neuromodulação não invasiva, além de estágios de pequena duração em nosso serviço. O investimento despendido pelo aluno na realização do estágio é utilizado para manutenção do nosso serviço (equipamentos e recursos humanos) e atividades de pesquisa.

Para informações sobre os nossos cursos, favor acessar o nosso site: www.sin.org.br e caso você esteja interessado em participar, entre em contato pelo e-mail: [email protected]

Assistência

O tratamento com Estimulação Magnética Transcraniana repetitiva (EMTr) é realizado por psiquiatras treinados na técnica. A EMTr já é aprovada como forma de tratamento clínico no Brasil. Enquanto a EMTr ainda não é disponibilizada pelo SUS, oferecemos esta forma de assistência para pacientes particulares e convênios. Para maiores informações sobre nosso tratamento com EMT, por favor, entre em contato pelo e-mail: [email protected].

É necessário que o paciente tenha um médico de referência antes, durante e após o tratamento com EMTr. Também é necessário que o médico de referência do paciente nos envie um relatório descrevendo o quadro clínico (diagnóstico, co-morbidades, uso prévio de medicamentos, refratariedade), o que ajudará na elaboração de um plano terapêutico com EMTr.

A EMTr é uma técnica nova e eficaz de tratamento, sendo segura e praticamente isenta de efeitos colaterais. A técnica consiste na geração de um campo magnético potente e focalizado, que estimula áreas do cérebro que estão disfuncionais, de acordo com o transtorno mental em questão. A EMTr deve ser realizada diariamente, em sessões que duram de 20, 30 ou 50 minutos, para atingir efeitos terapêuticos.

A principal indicação terapêutica é o tratamento agudo do episódio depressivo (unipolar e bipolar). De acordo com os principais estudos clínicos, os pacientes que tiverem indicação de receber a EMTr realizam um ciclo de 12-15 sessões, diariamente (excluindo finais de semana). Após este período, nossa equipe avalia qual a melhor opção terapêutica para manter a melhora clínica, ou qual forma de EMTr utilizar, caso a melhora não tenha sido eventualmente atingida.

A EMTr ainda pode ser usada para a esquizofrenia e, em casos específicos e após discussão cuidadosa com o médico responsável pelo paciente, para outros transtornos mentais.

A EMTr possui poucas contraindicações, sendo indicada para adultos de ambos os gêneros ou com doenças clínicas. A principal contraindicação da técnica é a eventual presença de materiais metálicos na cabeça, que pode ocorrer em pacientes submetidos à neurocirurgia. Por isso, nossa equipe avalia cuidadosamente todos os pacientes antes da primeira sessão de EMTr, em uma consulta de triagem, para descartar possíveis contraindicações e decidir a melhor forma de intervenção terapêutica.